História e dados

0

História

O município de Bom Repouso foi caminho dos bandeirantes das margens do Tietê que desejavam alcançar Vila Rica e outros pontos de mineração. A Fazenda Bom Retiro movimentou os caminhos durante um bom tempo, e serviu de parada para os viajantes que aqui passavam na época das chuvas. O atalho usado para desviar do pântano da Estiva (atual rodovia Fernão Dias), saía de Atibaia, passava pelo Morro do Diamante – na Boa Vereda de Cima, atual município de Bom Repouso e alcançava o Pouso do Mandú. Assim foi o início da colonização desta região. Os posseiros foram os primeiros proprietários desta região e, posteriormente, outras pessoas foram se instalando nas imediações.

Em 1828, a Fazenda Bom Retiro possuía uma capelinha de pau-a-pique, com duas imagens, uma de São Sebastião e outra de São Roque. Nesta capela, os devotos eram atendidos pelo padre Francisco Figueira da Assunção. Em 4 de julho de 1831, o padre e algumas autoridades realizaram a escritura do termo de doação do patrimônio para a legalização da Capela de São Sebastião e São Roque da Fazenda Bom Retiro. Em 3 de setembro de 1831, a Chancelaria Eclesiástica de São Paulo expedia a provisão de Capela Curada (filial da Matriz de São Francisco de Paula da Paróquia de Ouro Fino, da Diocese de São Paulo) e nomeava como Capelão Curado o padre Florentino José Maria de Medeiros.

No dia 8 de agosto de 1840, o Governo da Província de Minas cria o Distrito do Bom Retiro pelo sistema de Portaria, fazendo-o pertencer ao Termo da Vila de Jaquari, atual Camanducaia. Esta mesma portaria cria também o Distrito de Ribeirão das Antas. Em 1843, os dois distritos voltaram a pertencer a Ouro Fino e em 1846, eles passaram a pertencer a Vila de Pouso Alegre.

No ano de 1848, a Capela de São Sebastião e São Roque foi elevada a categoria de paróquia pela Diocese de São Paulo.

Em 1 de junho de 1850, o deputado provincial João Cassiano Santiago conseguiu desmembrar novamente  de Ouro Fino, os distritos de Bom Retiro e do Ribeirão das Antas. Em 15 de março de 1875, a lei nº 2.154 suprime o distrito de Bom Retiro. Em 30 de novembro de 1880, pela lei nº 2690, restabelece-se o distrito de São Sebastião e São Roque do Bom Retiro. Em 23 de setembro de 1882 a localidade é elevada a categoria administrativa de Freguesia. Em 27 de julho de 1889 o distrito de São Sebastião e São Roque do Bom Retiro passa a fazer parte da Vila de Cambuí pela Lei nº 3172.

Em 1900, a paróquia de São Sebastião e São Roque do Bom Retiro, e outras, foram desmembradas da Diocese de São Paulo e passam a pertencer a Diocese de Pouso Alegre.

Em 1911 o Distrito passa a ter denominação de Bom Retiro e, pelo decreto lei nº 1058 de 31 de dezembro de 1953, passa a ser chamado de Bom Repouso. No dia 12 de dezembro de 1953, o distrito foi elevado a categoria de município pela lei nº 1039.[1]

Dados Gerais

Município de Bom Repouso
Bandeira indisponível
Brasão indisponível
Bandeira indisponível Brasão indisponível
Hino
Fundação 12 de dezembro de 1953 (64 anos)
Gentílico bom-repousense
CEP 37.610-000
Prefeito(a) Messias Crispim Brandão (PV)
(2017 – 2020)
Localização
Localização de Bom Repouso
Localização de Bom Repouso em Minas Gerais

Bom Repouso está localizado em: Brasil

Bom Repouso

Localização de Bom Repouso no Brasil

22° 28′ 15″ S 46° 08′ 42″ O
Unidade federativa Minas Gerais
Mesorregião Sul/Sudoeste de Minas IBGE/2008 [1]
Microrregião Pouso Alegre IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes InconfidentesBueno BrandãoSenador AmaralCambuíEstivaTocos do Moji[2]
Distância até a capital 456 km
Características geográficas
Área 229,845 km² [3]
População 10 457 hab. IBGE/2010[4]
Densidade 45,5 hab./km²
Altitude 1371 m
Clima Tropical de Altitude Cwb
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,653 médio PNUD/2010[5]
PIB R$ 63 231,056 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 7,166 33 IBGE/2011[6]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here